quarta-feira, 15 de novembro de 2017

No NBB, Joinville aplica o vira-vira e vence Franca no Cau Hansen

Foto: Salmo Duarte





Negligenciada francana do tamanho da maior cidade do estado de Santa Catarina, competência e reação joinvilense que não era nenhum pouco esperada pelo o desenho do jogo e no fim a alegria foi de Joinville que venceu um jogo que vai pesar lá na frente ainda mais na realidade catarinense dentro do campeonato. Já o time de Franca, tem que tomar aquela senhora bronca mesmo, como pode um time que controla a forma que controla e de repente não volta para o segundo tempo? A bronca tem que rolar feia no vestiário francano. É do 68 a 59 que o Blog destaca num dos jogos do dia no NBB.
Falamos do jogo, tivemos um fraco primeiro quarto de ambos os lados, e sem nervosos, Franca fez o suficiente para aplicar um 17 a 9 que terminou o primeiro quarto. Fraco primeiro quarto com aproveitamentos baixos, erros de ambos os lados e uma pelada daquelas, mas Franca na frente. Enquanto Joinville não se achava em quadra lá no segundo quarto, os comandados do Helinho simplesmente começaram a aplicar vantagem. Cipolini, Gruber, Henrique Coelho e sem fazer muito.....se aplica 20 pontos de frente e 36 a 16 na ida para o intervalo.
Na volta do intervalo, simplesmente a mudança total no jogo. Era Joinville no jogo interno, no jogo do feijão com Arroz com Felipe Vezaro, com Maxwell que mudou o jogo de vez e Franca simplesmente desaparecendo do jogo e não fazendo mais nada. 29 a 13 só no terceiro quarto em favor da equipe de George Salles, com direito a "acreditem, Dá para nós" em um dos tempos e nisso um 49 a 45, com Franca ainda na frente mas o jogo completamente mudado e oposto ao primeiro tempo de jogo.
No último quarto, mais do mesmo: Empate e virada restando 3 minutos finais de jogo, com a torcida com bom público no Cau Hansen e nem na reta final de jogo a equipe francana reagiu no jogo. Joinville conseguiu uma vitória com reação espetacular, algo que no desenho do jogo e por quem foi eliminado no estadual local nas semifinais como Joinville fez.....nunca que iriam imaginar nisso, acho que nem o mais otimista torcedor joinvilense se viu assim. Mas, Joinville me fez lembrar um comentário que fez com relação ao Bohemios(time da Liga Uruguaia que quem segue o blog sabe que ele se liga na LUB) sobre a falta de elenco, a falta de qualidade e que foi suprida de outra forma e com personalidade. E é um equívoco falar de alguns como garotos do clube, Maxwell mesmo girou por outros clubes, Felipe Vezaro também girou por alguns clubes também só pra citar alguns exemplos. Assim aconteceu o jogo no Cau Hansen, deu Joinville sobre Franca. Lado Francano tem que tomar muita, mas muita bronca.....nem tem desculpa de nada, já Joinville tem que festejar uma vitória que não era esperada.
Cestinhas do jogo? Joinville teve 23 pontos do Felipe Vezaro, 15 do André Bambu e 10 do Deonta Stocks. Já Franca teve 12 pontos do Gruber, 12 do Léo Meindl, 11 do Pedro e 10 do Cipolini.

2 comentários:

Ketty disse...

Pois é... talvez nem o mais otimista dos torcedores! Eu só queria que jogassemos bem, tudo certo se não ganhassemos, eu aceitava. Mas não é que vencemos? E na boa, foi bonito demais e realmente o Franca sumiu e o Helinho quase afundou o piso do ginásio...

Igor Sausmikat disse...

Exato, foi o que aconteceu, bjs Ketty! Alias queria ver a sua postagem no Coração em Quadra!